quarta-feira, 21 de Março de 2012

Ekwikwi II


Ekwikwi II foi um rei do Bailundo. Governou o Bailundo durante vários anos e resistiu contra a ocupação portuguesa nas terras do Planalto. Isso causou uma resistência muito grande, de tal forma que só depois de 400 anos foi possível para os portugueses colonizadores a ocupação das terras do Planalto e do Reino do Bailundo em especial. Ekwikwi II é símbolo da Resistência do Planalto, Rei do Bailundo, que estendeu o seu reinado em todos os povos Umbundu de Angola, a começar de Benguela, passando pelo Huambo, Kwanza Sul até ao Bié. Teve Ekwikwi II grande relação com Ndunduma, Rei do Bié.














Historial

À região do Bailundo foi dado o nome do primeiro soberano, que vindo do norte da colónia, fundou e reinou durante muitos anos naquilo que foi o maior, mais poderoso e influente reino da colónia.

Todos os outros reinos o olhavam com o maior respeito e admiração. A embala (casa grande), sede do Soma (monarca) situava-se na localidade hoje designada de Bailundo.

O Reino do Bailundo foi sucessivamente atacado pelas tropas portuguesas durante séculos, tendo os mais conhecidos suseranos que ali reinaram resistido às confrontações militares até ao ano de 1896, altura em que o jovem capitão Justino Teixeira da Silva, transferido do Bié, onde fora também responsabilizado pela morte prematura do Capitão-mor Silva Porto, acabou por derrotar o Rei Numa II que acabara de suceder a Ekwikwi, e ali se instalou.

A vila veio a ser denominada de Teixeira da Silva, tendo retomado o nome anterior de Bailundo após a independência nacional em 1975. Durante a guerra civil dos anos 90 esteve aqui instalado o quartel-general da UNITA.
Hoje Bailundo é uma cidade e município da província do Huambo, em Angola, localizada em pleno planalto central. Tem 7 065 km² e cerca de 56 mil habitantes. É limitado a Norte pelos municípios de Waku Kungo e Andulo, a Este pelos municípios de Mungo, Cunhinga e Chinguar, a Sul pelos municípios de Catchiungo, Tchicala Tcholoanga e Huambo, e a Oeste pelos municípios de Ekunha, Londuimbale e Cassongue. É constituído pelas comunas de Bailundo, Lunge, Luvemba, Bimbe e Hengue.




EKWIKWI II rei do Bailundo


. Ekwikwi II foi outro herói da resistência, que reinou no Bailundo no planalto Central de Angola há cerca de cem anos, com influência notável em toda a região. Quando chegou ao poder, os portugueses já dominavam todo o norte de Angola e preparavam para a penetração no interior do Planalto Central em busca de cera, borracha e outros produtos.

Nessas circunstâncias, Ekwikwi resolveu preparar o seu povo militar e economicamente para enfrentar a guerra prevista. Sendo assim, ele intensificou a agricultura, principalmente o cultivo do milho, dieta indispensável na cultura dos Bantus. O milho era enviado em caravanas para o litoral na base de troca com os sobados vizinhos. As caravanas do bailundo, com o passar do tempo, passaram a avançar para outros Estados. Com essas viagens, foram expandindo para as novas áreas da borracha e colmeias, tornando o reino do Bailundo conhecido em toda a África Central como o estado mais rico do planalto com vários produtos para o consumo interno e exportação.

 A comunidade do bailundo viveu intensamente os modelos para a defesa dos direitos e soberania dos estados do planalto baseados nos princípios de Ekwikwi II que, além de fortalecer o seu exército, estabeleceu uma aliança sólida com Ndunduma I, rei do Bié, para fortalecer sua posição na região.

Ekwikwi II foi um rei progressista, dinâmico que sempre governou ao lado do seu povo. Ele foi sucedido por Numa II, que, corajosamente, enfrentou a guerra contra a pesada artilharia portuguesa no ataque à capital do Bailundo. Aos poucos as forças militares portuguesas foram ocupando pontos estratégicos. O Bailundo foi totalmente dominado, sem qualquer resistência a nova imposição Lusitana.













Bibliografia

Wikipédia, a enciclopédia livre. EKWIKWI II, In Internet (09 de Outubro de 2011), Internet, Porto Amboim, 2011.

Valêncio Manoel, historia de Angola, In Internet 09 de Outubro de 2011), Internet, Porto Amboim, 2011.

AAV, EKWIKWI II do Bailundo., In Internet (09 de Outubro de 2011), Internet, Porto Amboim, 2011.

Sem comentários:

Enviar um comentário